Dúvidas Frequentes

1 - Quanto custa construir um barco?

Esta talvez seja a pergunta mais comum às pessoas que se interessam em iniciar a construção de um barco. Não temos condição de responder esta pergunta, uma vez que são muitos os fatores que irão influenciar neste custo, parte deles de ordem regional e mesmo pessoal. Temos exemplos de clientes que fizeram barcos do mesmo modelo e que reportaram ao nosso escritório terem gasto valores até 50% diferentes para os mesmos estágios de construção. Uma pessoa que tenha o próprio local para a construção, com boa infra-estrutura e maquinário, que trabalhe sozinha ou com ajuda de parentes e amigos, ou mesmo um marceneiro mais experiente, que pesquise preços antes de comprar equipamentos e materiais, certamente irá gastar bem menos do que outros que não tenham as mesmas facilidades e atitudes.

Outro ponto que irá influenciar no custo é o que cada um considera como barco pronto. Um bom exemplo é a questão de equipamentos, principalmente os eletrônicos. Parte das pessoas se sente bem equipada com um bom rádio VHF, uma sonda e um GPS, enquanto outras não vão achar que o barco está pronto sem uns dois chart plotters, radar, SSB, monitor de cristal líquido de 22 polegadas, TV digital, etc. Só nestes itens podemos contar alguns milhares de dólares de diferença no preço final.

Você mesmo pode fazer seu custo inicial básico consultando fabricantes e revendedores de materiais e equipamentos e passando a eles as informações que fornecemos em nosso site para cada projeto.

2 - Quanto tempo demora a construção de um barco?

Esta também é uma questão que não temos condição de responder pela variedade e diversidade de fatores que influenciam no tempo de construção. Uma pessoa trabalhando sozinha nos finais de semana certamente irá demorar bem mais que outra que conta com ajuda de profissionais trabalhando a semana inteira. Habilidades pessoais, boa infra-estrutura para trabalhar, boas ferramentas e diversificadas (e saber usar cada uma delas) também fazem diferença no tempo final. O mais importante é que o período da construção seja considerado como parte da diversão e que o construtor se sinta bem com a atividade de construir o barco. Dessa forma o tempo irá passar sem que seja notado.

O tempo de construção pode ter uma grande vantagem de poder adaptar o fluxo de caixa do construtor com o período de desembolso para a compra de materiais e equipamentos, para que a obra flua sem engasgos e sem quebrar o caixa da família.

3 - Não tenho experiência de construção. Será que terei condições de fazer meu barco?

Uma grande parte de nossos clientes construtores particulares estavam na mesma situação quando decidiram enfrentar este desafio e muitos deles fizeram barcos de padrão de qualidade melhor do que a média dos estaleiros profissionais. Já tivemos muitas surpresas agradáveis com pessoas que julgávamos terem pouco recurso técnico e que fizeram bons barcos, mas infelizmente também tivemos algumas decepções com pessoas que tinham um bom potencial, mas que acabaram não acabaram não sendo muito felizes. De uma forma geral a atitude do construtor tem mais influência no resultado final do que o conhecimento prévio.

É certo que não temos como prever se individualmente alguém irá fazer um bom barco, mas pelo que já vimos nos vários anos que trabalhamos desenvolvendo projetos para a construção particular é que uma pessoa sem experiência mas que seja dedicada, compromissada com a qualidade, que procura seguir o projeto, que usa materiais de boa qualidade e que não procura atalhos para cortar etapas, tem mais chance de se dar bem do que outras sem estas qualidades.

De nossa parte procuramos desenvolver projetos bem detalhados, com métodos construtivos simples e com bastante informação para ajudar ao construtor particular menos experiente.

4 - É possível alterar o projeto personalizando algumas partes?

Os projetos de estoques já estão prontos para serem vendidos e gastamos muitas horas de trabalho para desenvolver plantas bem detalhadas para facilitar o construtor. Mudar o projeto significa perdermos parte deste trabalho já feito, e o custo das horas gastas nesta alteração deverá ser repassado para o cliente, na maioria das vezes superando o valor do próprio projeto. Algumas vezes dá mais trabalho e custa mais modificar o que está pronto do que iniciar da estaca zero um projeto novo.

Pequenas alterações ou personalizações geralmente não comprometem a qualidade do projeto e podem ser feitas pelo próprio construtor no decorrer da obra, mas é aconselhável consultar o projetista antes de fazer qualquer mudança.

5 - Qual é o melhor/mais fácil método de construção?

Trabalhamos com métodos construtivos comprovadamente simples para o construtor particular e que sejam capazes de produzir barcos confiáveis, seguros e de baixa manutenção. O construtor particular deve encolher um método construtivo que utilize materiais com os quais ele tenha mais facilidade e afinidade de trabalhar. Se alguém tem experiência em trabalhar com madeira, deverá escolher um barco de ply-glass ou strip-planking. Se sua afinidade é com metal, então o aço ou o alumínio são mais adequados. Se a preferência for por compósitos, então a escolha deverá recair sobre fibra sólida ou sanduíche, e assim por diante.

Também é importante ter em mente que todo o barco depois de pronto irá requerer algum tipo de manutenção regular. Se durante a construção tiverem sido aplicadas as técnicas corretas e utilizados materiais de boa qualidade, esta manutenção será bem pequena, na maior parte das vezes apenas uma limpeza regular. Mas aqui também é importante a escolha do método de construção e do material baseado nas suas afinidade e habilidades pessoais, porque no final das contas você terá mais facilidade e prazer de realizar este serviço.

6 - Com que método construtivo o barco fica mais forte?

Apesar de os barcos construídos em aço serem consideradas os mais fortes e resistentes, a verdade é que barcos construídos com outros materiais também podem ser dimensionados para os mesmos padrões de segurança e resistência. Ser forte demais também pode significar peso excessivo, tornando o barco mais lento, com menos estabilidade e menor controle, que também são características importantes para que o barco seja considerado seguro de uma forma generalizada.

O mais importante é saber do projetista quais foram os critérios escolhidos no projeto para o dimensionamento estrutural. Procuramos dar a todos os nossos barcos de cruzeiro, sejam eles metálicos, de ply-glass, madeira laminada ou fibra de vidro, um dimensionamento estrutural condizente para enfrentar condições extremas que eventualmente possam ser encontradas.

Um bom exemplo de barco forte é o Cabo Horn 35 Utopia, construído em fibra de vidro e que já fez uma viagem de ida e volta ao Caribe onde enfrentou um dos mais violentos furacões de todos os tempos, depois partiu para uma volta ao mundo, onde enfrentou o tsunami na Malásia e um ataque de baleia no Atlântico Sul, já no final da viagem, e chegou velejando ao Brasil.

7 - O que é, e para que serve o Plano de Estudos? Devo adquiri-lo antes de comprar o projeto?

O plano de estudos consiste de 3 a 4 plantas básicas do projeto original (depende do modelo) e no passado servia para que as pessoas conhecessem um pouco mais sobre o projeto e pudessem fazer um levantamento preliminar de alguns custos mais significativos da construção.

Atualmente temos publicados todos estes dados e tabelas em nosso website e você pode utilizá-los para consultar os fabricantes e revendedores de materiais e equipamentos, para lhe fornecerem as cotações. Mesmo assim muitas pessoas gostam de adquirir o plano de estudos antes de fazerem a aquisição do projeto completo, para se familiarizarem com a forma como estas informações são apresentadas nas plantas. Se você já escolheu o modelo de sua preferência, não precisa adquirir primeiro os planos de estudos, já que todas as plantas e informações contidas no plano de estudos já fazem parte do projeto completo.