Kiribati 36 Green Nomad. Reunião de “trabalho” a bordo

No dia 13 de dezembro de 2011 finalmente Roberto Barros “Cabinho” pôde conhecer o Green Nomad. Como o barco foi construído no Rio Grande do Sul, foi mais fácil esperar pela programada escala em Parati do primeiro Kiribati 36 a navegar até agora, do que visitá-lo em Rio Grande, como fizera Luis Gouveia, outro sócio da empresa, durante suas férias em julho de 2011. Aproveitando a oportunidade, nessa visita juntaram-se três parceiros do escritório Roberto Barros Yacht Design: Luis Pinho, o co-autor do projeto, Roberto Barros e Murilo Almeida, o designer que trabalha com o escritório já há vários anos.

Kiribati 36 Green Nomad ancorado nas proximidades da Marina do Engenho, Parati, Estado do Rio de Janeiro. Foto: Luis Pinho

O encontro ocorreu em um dos lugares mais bonitos onde se possa fazer uma escala em um cruzeiro a vela: a Enseada de Parati, na idílica Bahia da Ilha Grande. É esperado que o Green Nomad faça inúmeras outras escalas em lugares paradisíacos. Afinal o barco está com viagem programada para o Caribe e em seguida para o Pacífico Sul, sendo que sua futura base será a Austrália. O veleiro com seu estilo inequívoco de “off the Road” dos mares sempre irá se sentir integrado à paisagem quando estiver ancorada nos lugares mais fantásticos que existem.

Kiribati 36 Green Nomad. Cabinho experimenta o confortável salão do Green Nomad.

Luis participou da construção da parte metálica de seu barco e fez absolutamente tudo que se seguiu, como marcenaria, instalação de sistemas e equipamentos de convés, sempre com a ajuda dedicada de Marli, e olha que o casal já estava vivendo a bordo durante todo esse tempo. Agora eles estão se sentindo como peixes dentro d’água, já tendo navegado umas boas 900 milhas desde Porto Alegre até Parati. Vocês podem acompanhar as aventuras do casal pelo blog do Green Nomad, acessando o banner da esquerda de cima de nossos home-pages em português e inglês. Lá vocês vão ficar sabendo tudo sobre as aventuras anteriores da dupla, dos atóis tropicais da Micronésia às geleiras do continente Antártico e os icebergs do Oceano Austral, visitados por Luis na temporada do verão de 2011 a bordo do navio ambientalista Steve Irwin. São aventuras para ninguém botar defeito! A galeria de fotos do blog está repleta de imagens de tirar o fôlego.

Marli preparando a mesa para o almoço de confraternização da equipe. O conforto interno do Kiribati 36 é impressionante. É um prazer morar a bordo de um barco tão bem resolvido como o GreenNomad

Os detalhes que mais chamaram a atenção de Murilo e Cabinho foram a claridade e boa ventilação do interior e a integração com a paisagem lá de fora, proporcionada pelas imensas janelas laterais, que na verdade são gaiutas de série, as mesmas usadas em qualquer convés de veleiro de cruzeiro. O piso mais elevado na área da cozinha e da mesa de navegação ajuda a fazer essa integração com o exterior de uma forma sem comparação com outros veleiros de cruzeiro, onde os tripulantes parecem ficar enfurnados em tocas sombrias.

O casal Pinho e Murilo se conheceram pessoalmente nesse dia. A mesa de navegação se transforma em bancada de trabalho quando o Green Nomad não está velejando e foi naquela cadeira giratória onde Murilo está sentado que Luis desenvolveu o projeto de sua última criação, o Pop Alu 32

Luis e Marli já são referências nos lugar onde fazem escala, o barco sendo regularmente visitado por outros cruzeiristas locais e internacionais que estejam compartilhando os mesmos ancoradouros. Não é por acaso que o casal tem amigos ao redor do mundo

Clique aqui para saber mais sobre o Kiribati 36.