Pop 25. Falta pouco para o Horus ser inaugurado

Bons ventos estão soprando desde a Argentina para a nova classe Pop 25. Nosso construtor pioneiro, Daniel D'Angelo, de City Bell, o pólo de construção amadora em Buenos Aires, acaba de atualizar seu site, mostrando as últimas fotos da construção do Horus.

A plataforma de popa do Pop 25 é suficientemente larga para ser usada como beliche em uma noite estrelada de verão. Foto: Daniel D'Angelo

Como todos os equipamentos e ferragens especiais já estão adquiridos ou fabricados, agora o que fica faltando fazer são os acabamentos, aplicar fibra de vidro na superestrutura, pintar o barco e fazer as instalações de ferragens e equipamentos.

O Cockpit do Horus se destaca por seu conforto e funcionalidade. A instalação de um dodger na saída da gaiuta irá proporcionar uma proteção extra a quem estiver sentado junto à parede de ré da cabine. Foto: Daniel D'Angelo

Enquanto a construção do barco avançava foram construídas simultaneamente as duas quilhas. Como foi mais fácil para ele, Daniel optou por construir os bulbos em ferro fundido, fixando-os às chapas da quilha por meio de parafusos de 20mm de diâmetro soldados à chapa. Como ferro fundido pesa um pouco menos do que aço, as quilhas ficaram ligeiramente mais leves do que o projeto, mas ainda dentro da tolerância. Levando em conta que as peças não são tão grandes assim, não será problema galvanizá-las a quente, tornando-as praticamente livres de manutenção por muitos e muitos anos.

Nessa foto as quilhas já estão prontas para receber a proteção anti-corrosiva, exceto pelos flanges de fixação ao fundo do barco, que a essa altura ainda não tinham sido soldados. Foto Daniel D'Angelo

Daniel nos trouxe informações muito animadoras sobre o modelo. Ele nos disse que teria construído o Horus em quatro meses corridos não fosse seu trabalho formal, e que o que mais o impressionou foi a facilidade de construção. Ele retorna à Argentina em fevereiro, e como seu interesse é regata, já espera participar de um campeonato em La Plata, onde o barco ficará estacionado, logo em seguida
É difícil para um projeto novo fazer uma carreira vitoriosa logo de saída. Afinal existem tantos lançamentos de barcos interessantes, que a concorrência sempre será muito grande. No entanto o Pop 25 tem dois fatores que podem fazer a diferença: a rapidez de construção, já demonstrada por Daniel, e seu baixo custo. Se um barco é barato e fácil de fazer, sendo um bom veleiro, a chance ser bem sucedido é muito grande. Daniel informou que o Horus custou, sem motor, U$15.000, isso sem subsídios, exceto pela mão de obra, uma vez que é construção amadora. O custo de vida na Argentina pode estar barato, mas mesmo assim é um preço incrivelmente baixo. Outra coisa que nos informou é que não se imagina como ele é volumoso por dentro. E o isolamento térmico também foi muito elogiado. Buenos Aires está sofrendo uma onda de calor fora do normal e para seu espanto, o interior do barco está sempre fresquinho.

***

Enquanto nosso amigo vai concluindo sua obra, de nossa parte também continuamos totalmente envolvidos com o projeto, que é a menina dos olhos do escritório no momento. Apesar de o projeto ser um de nossos mais recentes, aproveitando o entusiasmo de Daniel para competir com o Horus, resolvemos aproveitar que o Pop 25 não possui estai de popa para envenenar um pouco mais a vela grande, fazendo um top horizontal, dessa forma melhorando o shape da vela em sua parte de cima. Outra vantagem de utilizar esse recurso é que no vento forte a parte superior da valuma se abre para sotavento, funcionando como uma válvula de escape para excesso de pressão na vela. Ora, não ter estai de proa e não tirar proveito disso é um vacilo. Afinal nosso projeto apesar de ser um veleiro de cruzeiro, sua previsão de desempenho é muito boa.

Novas figuras renderizadas irão mostrar detalhes da construção do Pop 25 com a maior clareza. Aqui está ilustrada a tampa do tanque d'água informando que ela é aparafusada e colada ao tanque.

Outro esforço que está sendo realizado para ajudar a galera que já adquiriu o projeto é ampliar as ilustrações do roteiro para tornar mais claro ainda o processo construtivo. Para isso nosso parceiro Murilo Almeida fez a construção virtual do barco, que não só serviu como uma super-revisão, como também tornou a construção mais clara ainda. Daniel não precisou desses recursos, mas que o pessoal que vem em seguida irá gostar das novas ilustrações, disso não temos a menor dúvida.

O novo plano vélico tornou a vela grande bem mais veloz fazendo melhor aproveitamento de sua parte superior.

Se você quiser visitar o site do Horus basta clicar em Pop25 Horusem nossa página de links, coluna da esquerda, de preferência clicando na bandeira argentina, pois espanhol é a língua que ele atualiza primeiro, e em seguida clicar em Horus.

Clique aqui para saber mais sobre o Pop 25