Pop 25. A classe comemora seus primeiros trinta construtores

O Pop 25 está fazendo uma carreira sem precedentes na história de nosso escritório. Em seus primeiros sete meses de disponibilidade o projeto já conseguiu somar trinta construtores em nove países diferentes, alguns deles tendo editado blogs para divulgar suas construções.

O Pop 25 é uma opção alternativa de baixo custo para se possuir um verdadeiro veleiro de oceano. Projetado para construção amadora, em bem pouco tempo deverá estar se tornando um marco na vela de cruzeiro. Fotoshop: Murilo Almeida.

Agora que o projeto demonstrou que teve ótima aceitação, já podemos compreender claramente o motivo para este sucesso. Muitos potenciais cruzeiristas desejam ter um barco verdadeiramente oceânico, mas o custo para adquirir um veleiro com essa capacidade é fora de seus poderes aquisitivos. Ora, o Pop 25 é uma saída para esse impasse. Ele é barato e rápido de construir, é capaz de realizar uma travessia oceânica com muita segurança e dá para uma família de até umas quatro pessoas passarem boas temporadas a bordo sentindo-se muito bem a bordo.

Nossa própria experiência nos dá uma firme ideia de como o Pop 25 é realmente uma boa alternativa. Há mais de quarenta anos sonhávamos em nos livrar da corrida de ratos que disputávamos em terra firma e decidimos sair mar a fora, sem lenço nem documento, a bordo do Sea Bird, um veleiro de exatamente 25 pés. Com esse veleiro realizamos a viagem mais fantástica de nossas vidas, uma aventura inesquecível relatada no livro "Do Rio à Polinésia" . Caso tivéssemos que esperar para ter os recursos necessários para poder partir a bordo de um veleiro maior, é possível que não teríamos ido a lugar nenhum. Mais importante ainda, não teríamos adquirido o conhecimento para que hoje, tanto tempo depois, pudéssemos projetar um barco com o mesmo comprimento, mas infinitamente mais confortável e apropriado para realizar um longo cruzeiro do que era o bravo Sea Bird.

Início da construção do Pop 25 Rancho Alegre que está sendo fabricado por Francisco Alberto Dutra Aydos, de Porto Alegre, RS. Foto: Francisco Aydos.

A história do Pop 25 começou quando no início de 2011 decidimos experimentar um novo método construtivo que permitisse ter a estrutura transversal pré-fabricada em bancada concluída em um mínimo de tempo. Tínhamos a convicção de que se a pré-fabricação dos elementos estruturais em bancada fosse bem rápida, quem concluísse essa fase estaria suficientemente motivado para seguir adiante com a obra até a sua conclusão. Com a intenção de provar nossa teoria, convidamos nosso velho amigo Daniel D' Angelo, de City Bell, Buenos Aires, Argentina, que já tinha sido o primeiro construtor a terminar um de nossos projetos, o belíssimo Samoa 28 Sirius, para ser o pioneiro na construção dessa nova criação. Daniel aceitou o desafio iniciando a construção do Horus em abril de 2011. Com a colaboração de seu amigo Alejandro, que será o proprietário do barco, construiu as anteparas transversais com uma velocidade estonteante e logo o barco estava sendo montado no picadeiro. O barco hoje já estaria navegando não fosse um contratempo que Daniel enfrentou, (veja em nossa página de links, coluna da esquerda, Pop 25 Horus) mas a obra está tecnicamente concluída.

John Mathesson está construindo um Pop 25 para um cliente, Fernando Santos, no Clube São Cristóvão, o reduto da construção amadora no Rio de Janeiro. Nesse dia ele recebeu a visita de Roberto "Cabinho" Barros (à direita da foto). Foto: Murilo Almeida.

Um novo fator que tem impulsionado as classes de nossos projetos por parte dos construtores amadores tem sido a criação de blogs relatando o dia a dia das suas obras. Além da divulgação do modelo, essa iniciativa traz outras vantagens, como troca de informações e apoio mútuo entre construtores, que quase como regra se tornam amigos entre si.

Antepara 4 do Pop 25 Konquest construído por Marcelo Schurhaus de Santa Catarina, Brasil. Marcelo é um construtor amador com muita energia e compentência. Ele está realizando um excelente trabalho e em junho deverá estar fazendo a montagem do casco. Cortesia: Marcelo Schurhaus.

Da parte do escritório também temos feito um grande esforço para ajudar nossa galera de construtores de Pop 25. Primeiro produzimos um roteiro informando em linhas gerais como proceder em cada operação da construção. Enquanto os primeiros clientes davam início às suas obras continuamos trabalhando nesse manual e agora já fornecemos a todos eles uma versão ampliada com muito mais detalhes e com ilustrações bastante didáticas.

 

Como é bom poder sair com o barco construído com as próprias mãos! A aventura começa com o início da construção e não tem limites para terminar. Fotoshop: Murilo Almeida.

Também temos acompanhado com assiduidade, tanto quanto possível, as obras e os blogs de nossos amigos. E a colaboração mais prazerosa é ir divulgando as novidades da classe em nossas notícias. A mais recente delas é a construção de um Pop 25 em Melbourne, Austrália que começa a ser realizada. James Gyore, o construtor, um profissional da área de cinema, ficou de mandar um vídeo de uma entrevista que fez com nosso parceiro, Luis Manuel Pinho, quando se encontraram nesse mês de maio após a travessia de Perth a Melbourne feita a bordo do trimarã Brigitte Bardot, da organização protecionista "Sea Shepherd" , na qual Luis atuou como capitão da embarcação. Pretendemos divulgar em breve essa história em nossas notícias.

Clique aqui para saber mais sobre o Pop 25