Multichine 31 - A força do destino

Quando desenvolvemos o projeto do veleiro de cruzeiro MC 31 nem de longe poderíamos imaginar que tantos velejadores iriam escolhê-lo como o projeto do barco de suas vidas. Todas as vezes que decidimos projetar um novo modelo temos que encarar o mesmo desafio: fazer o barco mais confortável que conseguirmos dentro do tamanho escolhido e que tenha o menor custo possível. Como diz o ditado que os americanos tanto gostam de usar, não existe almoço grátis. Para se conseguir alcançar o privilégio de se possuir um veleiro de comportamento marinheiro, tendo um interior muito confortável, ou você é cheio da nota, ou está disposto a ralar muito para construí-lo com as próprias mãos. Nenhum desses dois caminhos é necessariamente um mar de rosas, mas nossa longa experiência mostra que em média o grupo mais feliz entre os nossos clientes é o dos construtores amadores.

O impressionante volume interno do MC31 talvez seja o fator primordial para que tenhamos tantos clientes para esse modelo, considerando-o o barco de suas vidas. Renderização: www.ideebr.com

Na semana passada recebemos esse simpático e-mail de Luca Di Agostino, que está construindo um MC 31 na Itália. Ele estava precisando de um desenho em 3D do fin-keel para poder fabricar o molde do lastro por CNC. Como essa é uma tendência mundial, e temos todo o projeto já projetado em 3D, isso para nós não foi problema, e oferecemos ao Luca o arquivo da planta tridimensional da quilha sem lhe cobrar coisa alguma por isso, dessa forma enriquecendo o plano de estoque, ao mesmo tempo em que fazíamos um novo amigo italiano. Leia abaixo o e-mail que ele nos enviou:

Prezados,

Comprei de vocês o projeto do Multichine 31 há aproximadamente três anos, e agora, com a ajuda de meu pai, praticamente terminei a construção, esperando estar com o barco pronto lá pelo outono desse ano. Breve devo estar mandando para vocês uma galeria de fotos da construção. Pedimos orçamento a várias fundições para encomendar nossa quilha a ser fundida em ferro, mas todas elas nos pediram o arquivo em 3D para que pudessem produzir o molde por CNC, uma vez que nos informaram que não entendiam a planta em 2D original do projeto, e que para fazer o modelo sem o arquivo CNC iriam cobrar uma fortuna. Se vocês puderem me ajudar eu agradeceria, pois espero fazer um barco muito bem construído. Saudações

Luca.

A renderização do modelo da quilha em 3D que agora faz parte do pacote do projeto de estoque do MC 31. Photoshop: Murilo Almeida

A comunidade de construtores de MC31 está espalhada por muitos países. No entanto temos mais contato com aqueles que criaram blogs para relatar suas construções e que nos informaram sobre isso. Estamos confiantes que eles estão muito felizes com suas construções e nos sentimos gratificados por termos contribuído para isso, por menor que tenha sido nossa contribuição. Para nós é muito bom quando sabemos sobre as dificuldades que nossos clientes encontraram e se estão felizes com seus empreendimentos. Por nossa sorte, até o momento, só recebemos boas notícias, pois o pessoal que já terminou a obra só nos tem informado boas coisas sobre o modelo.

O MC31 é um barco basicamente desenhado para construção amadora ou para ser feito por um estaleiro artesanal. Considerando que a diferença de custos entre barcos de 35 pés e barcos de 31 pés é expressiva, porquê não projetar um barco de 31 pés com aproximadamente o mesmo volume de um outro de 35 pés? Fotoshop: www.ideebr.com

Sempre ficamos curiosos a respeito dos feitos que eventualmente tenham sido realizados por algum barco construído a partir de um de nossos projetos. De vez em quando publicamos um artigo escrito por algum de nossos construtores relatando alguma viagem oceânica, seja ela uma viagem curta, ou uma volta ao mundo. No entanto ainda não tivemos a sorte de receber um relato de uma boa aventura realizada por um proprietário de MC 31. Mas isso deve estar com os dias contados, pois sabemos que planos não faltam entre os donos de MC 31. Afinal eles sabem que têm barco de sobra para isso.

Dá para acreditar que esse interior é o de um barco de 31 pés? Renderização: www.ideebr.com

Nosso escritório oferece uma extensa lista de planos de estoque de veleiros de cruzeiro oceânico para serem construídos com vários materiais diferentes com o intuito de agradar a diferentes preferências. Também temos projetos com uma larga opção de tamanhos, um para cada poder aquisitivo. No entanto uma coisa é comum a todos os modelos destinados à navegação em mar aberto: o conceito que tenham que ser expressivamente robustos e marinheiros. Nesse aspecto somos intransigentes, mesmo que assumindo o risco de sermos considerados conservadores. No entanto acolhemos comentários desse tipo como elogios, pois com nossa longa experiência de navegação oceânica sabemos que quando se está lá fora e a coisa fica preta, o que mais se deseja é poder confiar no barco que nos está abrigando.

Clique aqui para saber mais sobre o Multichine 31.