Renderizações Descrição Layout Principais Dimensões Lista de Planos Plano Vélico Mastro e asteiamento Convés Construção do Casco Quilhas Fotos Formulario de Pedido Fotos

Explorer 39

O Explorer 39 é um veleiro de cruzeiro oceânico com a característica de poder reduzir seu calado por intermédio de uma quilha pivotável. Sendo um projeto de tecnologia avançada, ele é especificado para construção em sanduíche de fibra de vidro com espuma de P.V.C o que lhe confere grande rigidez e baixo peso, o que é altamente desejável num barco de cruzeiro. Com essas especificações, o Explorer 39 é um dos poucos veleiros capazes de cruzar oceanos com toda a segurança e também de ser capaz de entrar em lugares rasos não acessíveis aos iates com quilha fixa.

A possibilidade de navegar em águas rasas ou passar sobre recifes submersos sem causar danos ao barco está se tornando uma característica cada vez mais atraente, uma vez que os mais interessantes recantos estão se tornando cada vez mais rasos devido ao assoreamento acelerado que vem ocorrendo em muitos lugares do litoral em todos os continentes.

As linhas d’água do Explorer 39 são bastante suaves. Sua entrada d’água é bem afilada, a boca máxima não é exagerada e a popa é larga e quase plana abaixo da linha d’água. Essa configuração resulta em cascos velozes de baixa resistência ao avanço e bom controle de leme. Aliás o Explorer 39 possui leme duplo, o que ainda melhora seu governo, mesmo nas piores condições de tempo.

Layout do interior

 O fator mais importante relativo à divisão interna é a posição da caixa da quilha pivotável, que, ocupando o centro do barco, favorece a colocação do salão em sua parte posterior, basicamente sob a área do cockpit. Esta solução é bastante agradável, proporcionando ao barco um estilo todo especial.

Um sofá em U e uma mesa bastante espaçosa permitem que até oito pessoas possam fazer uma refeição com conforto de sobra. Somente para entretenimento, ainda há lugar para pelo menos mais duas pessoas se sentarem sem que ninguém se sinta apertado. Iluminação e ventilação são otimizadas pela colocação de duas vigias de abrir no costado. O motor fica posicionado sob a mesa, o que é uma ótima solução, pois se abrindo o tampo e as paredes laterais tem-se um fácil acesso em toda a sua volta.

Atrás do sofá está colocada uma antepara que separa o salão de um compartimento onde são instalados os principais equipamentos de bordo, tais como piloto automático e gerador. À boreste existe um compartimento estanque para o interior do barco onde são estocados os botijões de gás, sobrando ainda lugar para guardar defensas e cabo de amarração. A escada de acesso à cabine se encosta-se à parte frontal da caixa do motor e termina na área central do barco a um passo da mesa de navegação. Por trás da escada pode ser colocado um acrílico transparente que serve para separar a escada do restante da mesa.

A bombordo, na área central do barco, existe uma ampla mesa de navegação e um sofá beliche, separados da caixa da quilha por um corredor que dá acesso à cabine de proa e ao banheiro. Frontalmente ao sofá beliche pode ser instalada uma mesa pivotável, que ao ser levantada pode ser útil para muitos fins, como pôr exemplo, trabalhar num laptop. Seguindo pelo corredor, chega-se a uma confortável cabine de proa com uma poltrona e cama de casal. Na frente deste camarote existe uma antepara de colisão separando-o do compartimento da corrente de âncora. Este compartimento é um pouco mais longo do que o usual, desta forma recuando em direção à popa o peso da corrente, o que é uma boa opção para impedir que o barco caturre excessivamente quando enfrentar mar de proa. Sendo um grande compartimento sobra espaço nele para armazenar outros equipamentos.

A cozinha e o banheiro estão colocados a boreste e têm dimensões difíceis de serem encontradas em barcos de seu porte. O banheiro possui um excelente box para o chuveiro e a cozinha tem o privilégio de deixar o cozinheiro totalmente seguro, pois este pode se escorar na caixa da quilha se o barco estiver adernado para bombordo e na bancada do freezer/geladeira, se adernado para boreste.

 O conceito do arranjo interno do Explorer 39 é o de oferecer o máximo de conforto para um casal e poder receber até mais três passageiros com acomodações para pernoite.

Arranjo de convés, mastreação e velas

O Explorer 39 foi desenhado para ser manobrado por uma tripulação reduzida. Sua armação em “cutter” com buja de meio auto-cambante é o sistema mais fácil para que uma pessoa sozinha possa mudar de amuras com facilidade. A genoa , com um overlap de 110% é uma vela fácil de ser cambada e ao mesmo tempo oferece a necessária potência para romper um vento fresco de proa. Dotada de enrolador, ela é uma vela de fácil controle. A ferragem dos roletes da corrente de âncora serve para o içamento de uma gennaker,  quando desejado. A buja do estai intermediário trabalha estendida por uma retranca e sua escota é fixada a um carrinho num traveller, o que a torna uma vela auto-cambante. Havendo forras de rizo nessa vela e ela sendo fabricada com tecido grosso, pode perfazer o papel de storm-jib, quando necessário. A vela grande tem uma relação de aspecto alta, com uma retranca de tamanho moderado, o que é eficiente no contravento e fácil de mudar de amuras no vento de popa.

 Um casco leve e uma área vélica moderada fazem com que o barco tenha uma performance vivaz com um mínimo de esforço, o que é o conceito mais moderno em veleiros de cruzeiro.

O mastro se apóia sobre a cabine, sustentado por uma coluna em forma de caixa, fabricada em aço inoxidável ou alumínio, dentro da qual é instalado o pistão de içamento da quilha. O estaiamento possui duas cruzetas flechadas para a popa e um espalha cabo, o que elimina a necessidade de brandais volantes. O estai de proa sai do bico de proa e o fusil do estai intermediário é fixado à antepara da caixa da amarra. O estai de popa se divide na parte inferior, formando um cabresto, desta forma não interferindo com o acesso ao cockpit pela plataforma de popa.

Quilha pivotável, lemes e propulsão auxiliar

A quilha pivotável é içada por um pistão hidráulico conectado à cabos de spectra. Desta forma, se o barco se choca contra um obstáculo, a quilha pode subir livremente sem causar danos ao sistema. O barco é provido com dois lemes duplos telescópicos que trabalham atrás de skegs. Esses tem a função de reforçar o conjunto e diminuem o esforço para timonear . Essa configuração oferece um excelente controle do barco, superior à configuração com um só leme.

A propulsão auxiliar é fornecida por um motor de centro de aproximadamente 50/60HP e o eixo de propulsão segue por um skeg instalado na linha de centro do casco. Quando o barco encosta numa praia, o hélice fica protegido por esse skeg. Eliminando a possibilidade de danos às suas pás.

Projetado para ser um autêntico veleiro de cruzeiro oceânico, o Explorer 39 tem uma capacidade de reservatórios de água e combustível bem acima da média, podendo carregar 550 litros de água e 800 litros de diesel com seus tanques cheios. Um motor de centro de 50 a 60 hp é capaz de levar o barco à uma velocidade de 7.5 nós em águas calmas ou mesmo um pouco mais. O Explorer 39 é um iate para aqueles que apreciam aventuras à vela e desejam possuir um barco moderno, versátil e confortável.