Clube Descrição Layout Principais Dimensões Lista de Planos Plano Vélico Mastro e asteiamento Convés Construção do Casco Quilhas Fotos Formulario de Pedido

Multichine 26C

MC 26C Geko é mostrado em programa de televisão na Turquia

Mais um barco projetado por nós está ficando pronto em Istambul. Dessa vez se trata de um MC26C construído pelo casal Ömer e Firuzan Kircal, sobre o qual já tínhamos publicado uma matéria em nossas notícias com uma completa galeria de fotos da construção.

O MC26C é um dos barcos nessa faixa de comprimento mais apropriados para cruzeiros de longa distancia. Ele se encaixa num tamanho que dá suficiente conforto para se viver a bordo, mas ainda mantendo um custo de construção bem accessível.

A televisão turca tem um tradicional programa sobre náutica, no estilo do Thalassa francês, que fomos informados ter muito boa audiência. Em sua última edição entrevistou o casal Kircal, um de nossos construtores naquele país, juntamente com dois outros velejadores locais que também fizeram seus barcos por construção amadora. Como o que os personagens falam no vídeo é "turco" para nós, deu apenas para entender quando Ömer citou Brazilian Roberto Barros Yacht Design, e quando o apresentador falou contreplac/epoxy. Sobre o resto do texto, não entendemos patavina, apenas pudemos deduzir que o casal estava bastante orgulhoso com sua obra e que a construção no jardim de casa não foi motivo para nenhum divórcio, muito pelo contrário. Isso, no entanto, podemos apenas especular pelas imagens, principalmente pelo grand finalle do programa, quando Firuzan vai pegar uma bebida para oferecer ao marido, que então pára de lixar o casco por fora, e os dois vão embora abraçados. Ora, uma esposa como a do Ömer, que não se importa nem de lixar fibra de vidro, é o sonho de consumo de qualquer construtor amador, e se esses vídeos fossem propagandas comerciais do projeto, não poderiam ser mais adequados.

Firuzan não brinca em serviço. Ela trabalhou para valer na construção do Geko. Aqui ela está tirando as bolhas de ar do revestimento com fibra de vidro do convés

Na galeria de fotos que já publicamos sobre o Geko podem-se ver todas as etapas da construção, mas com os três vídeos, ficamos sabendo como o barco ficou agora que está nos retoques finais.


A classe Multichine 26C alarga seus horizontes

Essa novidade veio de Ancara, Turquia, e vai animar muita gente por aqui que está construindo o MC26C. Nosso cliente Ömer Kircal, que está terminando a construção de um desses barcos naquele país, nos mandou uma sensacional seção de slides do seu praticamente concluído *Evrensel *(quer dizer universal em turco.)

Os slides são particularmente interessantes porque cobrem todas as fases da construção, desde a montagem de um abrigo improvisado feito com plástico vinílico, até a colocação de um forro no teto da cabine, usando espuma como isolante térmico.

Achamos as fotos super interessantes pelo seu conteúdo didático e as vimos repetidas vezes para absorver os detalhes de toda a construção. As legendas estão em turco, o que para nós é grego, mas para quê ler legendas com fotos tão ilustrativas.

Ömer, com a colaboração de sua esposa e amigos realizou um trabalho fantástico. Para nós do escritório B & G Yacht Design (Roberto Barros Yacht Design no Brasil) o trabalho da família Kircal é especialmente gratificante. Primeiro por ter achado os planos suficientemente claros e o roteiro bem explicado a ponto de ter realizado a construção sem requerer nenhuma ajuda extra de nossa parte, apesar de termos oferecido apoio quando sentisse alguma dificuldade. Além disso, o trabalho de Ömer e companhia é de altíssima qualidade. E para completar, que acabamento charmoso os Kircal estão dando ao barco! Esse barco todo estofado e decorado vai ficar um show de bola! As pastilhas no banheiro estão no limite da fantasia, mas como no mais o barco está rigorosamente dentro do projeto, o peso extra que elas representam é aceitável. Graças ao bom gosto e ao capricho da família Kircal, é difícil de acreditar que esta seja uma construção amadora.

Clique nas fotos para ampliá-las


Multichine 26C, versão 2008.

Made in Austrália, idealizado no Brasil.
Essa nota também foi publicada no site www.amateurboatbuilding.com

Desde maio de 2007 nosso escritório está operando desde Perth, Austrália Ocidental. Em 2006, quando ainda trabalhávamos no Rio de Janeiro, lançamos o projeto para construção amadora Multichine 26C, o menor veleiro de cruzeiro de nossa linha indicado para se fazer qualquer tipo de viagem oceânica, até mesmo uma volta ao mundo se assim fosse desejado. Esse barco causou grande impacto em seu lançamento e dezenas de unidades começaram a ser construídas em vários paises logo após o projeto ter sido disponibilizado.

O barco gerou esse grande entusiasmo quando de seu primeiro lançamento porque seu interior é realmente fora de série para um vinte e seis pés, sendo incontestavelmente muito confortável para um casal ou uma família pequena passar longos períodos a bordo.

Como regra geral o construtor amador se diverte bastante quando está construindo seu próprio barco, já sonhando com o uso que seu trabalho irá lhe proporcionar. Provavelmente deve ser por esse motivo que em média os barcos de construção amadora são tão bem feitos e durem tanto. Outra constatação é a de que esses barcos costumam ser venerados por seus donos. É raro encontrar os melhores barcos de construção amadora à venda, e o MC26C não deverá ser exceção nesta regra.

Agora que as primeiras unidades já estão próximas do lançamento, resolvemos lançar desde a Austrália a versão 2008 do projeto, com pequenas alterações sobre o plano original, mas que o tornarão mais desejável ainda. Decidimos alterar a parede do banheiro que era oblíqua, fazendo-a paralela à linha de centro, desta forma aumentando o pé direito máximo no banheiro (agora igual ao pé direito no salão que é de 1.85m) e o espaço na área do box do chuveiro. Para tornar o banho quente uma operação simples como usar o chuveiro de casa o ideal é ter instalado um aquecedor de água ligado ao trocador de calor do motor auxiliar, o mais popular sistema de aquecimento encontrado em veleiros de cruzeiro. O lugar ideal para a colocação deste “calorifier” é em baixo da mesa de navegação, o mais próximo da parede do box possível. Uma bomba elétrica leva a água do aquecedor para o chuveiro.
Estamos convencidos que naqueles dias frios de inverno essa nova opção será muito bem-vinda por todos a bordo, especialmente pelas mulheres e crianças.
Para aqueles que não quiserem arcar com o custo da instalação do aquecedor com troca de calor com a água de refrigeração do motor, sugerimos uma solução alternativa que custa quase nada. É a instalação no teto do box de uma ponteira dupla, flangeada, de tubo de aço inox de 12.5mm ligada a um “sun-shower” preso na retranca e uma torneira em linha na mangueira que liga a ponteira interna ao chuveiro. Quando não houver dia ensolarado para esquentar água, é só aquecer uma chaleira e encher o “sun-shower”.

Com esta nova configuração, uma coisa que geralmente não é muito bem resolvida em projetos deste porte, que é a possibilidade de se tomar uma ducha confortável no banheiro de bordo, em nosso projeto ficou muito bem equacionada. Este acréscimo no banheiro gerou uma parede na seção 6 que cria a possibilidade de acrescentar um aquecedor de ambiente no salão, o que torno o projeto mais adequado ainda para operar em todos os climas. Com o camarote exclusivo à popa e seu sofá exclusivo, hall com pé direito de 1.82m neste camarote, além de muitos armários, o MC26C também tem um salão muito aconchegante e uma ótima mesa de navegação. A cozinha é mais ampla do que a de muitos barcos de trinta pés e é completa. Tem uma pia bem dimensionada, uma geladeira de bom volume e um fogão com forno e duas bocas.

O projeto do MC26C ficou realmente o mais perfeito que poderíamos ter imaginado. O entusiasmo dos construtores pelo conforto interno de seus barcos das várias unidades que estão quase concluídas é a melhor prova disso. Um de nossos clientes está construindo com o firme propósito de dar uma volta ao mundo pelo Oceano Austral, o que demonstra a satisfação dele com o projeto e a confiança no potencial do barco. De nossa parte damos a maior força, pois quando desenvolvemos o projeto, sonhávamos com construtores com intenções ambiciosas de utilização.

O segredo do MC26C ser tão fácil de construir e sua qualidade final ser tão alta reside no fato da obra começar pela fabricação de doze anteparas em bancada, quando a pessoa tem a oportunidade de exercitar seus conhecimentos de marcenaria, sem ter que trabalhar em posições desconfortáveis. Não que seja necessário ser um exímio marceneiro. As juntas empregadas são todas de topo e as madeiras são simplesmente coladas ao compensado naval das anteparas. Qualquer uma pessoa razoavelmente caprichosa consegue realizar o trabalho, e isso podemos afirmar com segurança, pois temos muitos barcos construídos por esse processo denominado ply-glass, exatamente o utilizado no MC26C, por amadores que nunca haviam trabalhado com madeira antes. Essa pré-fabricação é completada com uma roda de proa laminada em bancada, uma peça que impressiona por sua imensa robustez, mas que na prática não é difícil de ser produzida. Estes componentes estruturais são então colocados em pé num plano de base, que no jargão da construção naval é denominado picadeiro, e os entalhes nas anteparas fornecidos nas plantas em tamanho natural de todas as anteparas e abertos quando da construção das seções em bancada, permitem o encaixe em sua posição precisa dos componentes longitudinais da estrutura. Os próximos passos são; o fechamento do casco com compensado naval e em seguida seu revestimento com fibra de vidro. Neste estágio já se tem um casco de uma rigidez impressionante.

Quando o barco é virado de cabeça para cima o restante da obra passa a ser intuitiva, pois toda a parte transversal da mobília e das divisórias já foi pré-fabricada em bancada. O interior é então completado e finalmente a superestrutura é fixada ao lugar. A superestrutura também é encapsulada com fibra de vidro fazendo uma sobreposição com o casco, o que confere uma integridade estrutural do tipo monobloco a todo o conjunto.

Uma vez terminada a lixagem externa, pintura e instalação das ferragens, quilha e leme o barco está pronto para ir para a água e proporcionar todo o prazer que o construtor espera como retorno de seu trabalho.
O MC26C é um barco de cana de leme e leme externo, fixado ao espelho de popa por duas dobradiças extremamente robustas.

Este sistema é o mais simples e barato de ser construído e praticamente não requer manutenção alguma, mas caso ela venha a ser necessária, como no remoto caso de acidente, nada é mais fácil do que retirar um leme de espelho de popa para reparos.


Com um cockpit muito amplo, uma cabine bem ventilada por vigias e gaiutas, mastro apoiado sobre o teto da cabine para máxima estanqueidade e compartimento para o sistema de ancoragem na proa, nosso modelo é muito bem equacionado para cruzeiro extensivo ou para morar a bordo.

Sendo um barco de calado moderado, boa estabilidade e bom desempenho em todas as amuras, especialmente quando velejando no contravento, o Multichine 28 é um veleiro apaixonante e agora com a versão 2008, Made in Austrália mas com todos os componentes do jeitinho brasileiro, nosso projeto irá povoar mais do que nunca, temos a maior certeza, a imaginação de muitos cruzeiristas em muitos paises diferentes.

Imagens renderizadas por: www.ideebr.com