Dados tecnicos Clube Renderizações Formulario de Pedido Fotos Quilhas Construção do Casco Convés Mastro e asteiamento Plano Vélico Lista de Planos Principais Dimensões Layout Descrição

Multichine 31

Renderisações: www.ideebr.com

O método para construção amadora que tem obtido maior índice de sucesso entre os vários que adotamos é o chamado método construtivo compensado/epóxi, sistema ply-glass, o que significa construir um casco revestindo uma estrutura interna com compensado naval e em seguida encapsulando esse casco com uma espessa camada de fibra de vidro saturada com resina epóxi.

As estruturas transversais fabricadas em bancada já posicionadas para iniciar a montagem

O segredo do processo é que, tanto para o profissional como para o amador, embora exista uma boa dose de trabalho a ser realizada, não existe propriamente dificuldade para empreender a obra, o que permite que o barco seja feito do início ao fim sem transmitir ao iniciante qualquer sensação de insegurança.

Como mobília e superestrutura seguem o mesmo processo, e como também toda a parte transversal do mobiliário e das divisórias, assim como a da superestrutura, já vêm definidos desde a fabricação dos componentes estruturais fabricados em bancada antes de iniciar a montagem, todo o processo se torna linear e a construção pode ser comparada à leitura de um livro empolgante, quando a cada capítulo vão sendo reveladas novas surpresas ficando cada vez mais interessante todo o desenrolar da obra.

Estrutura interna pronta para receber o compensado

O que torna o processo mais sedutor ainda é a qualidade do barco concluído, que é excepcional, tanto em durabilidade, quanto pelo fato de requerer baixíssima manutenção para sua conservação, sendo que ainda não se sabe quanto irão durar os barcos construídos por esse método, tão bom o estado de conservação de alguns dos barcos pioneiros construídos dessa forma..

Casco revestido com compensado naval pronto para receber a laminação de fibra de vidro

 Para colaborar com a fama do processo esses barcos são extremamente rígidos e robustos para seu peso, e essa noção de robustez incomparável já é bem conhecida do público, especialmente pelos donos de barcos construídos por esse processo.

O projeto do veleiro Multichine 31 destina-se principalmente à construção amadora, o que em considerando que a mão de obra é o item mais cara numa construção profissional, a obra tende a ficar por um custo bem convidativo. Como o processo se realiza sem grandes complicações, é uma grande vantagem para quem gosta de trabalhos manuais fazer seu próprio barco, que no caso do MC31 resulta em um barco com níveis de conforto , robustez, durabilidade e qualidades náuticas difíceis de serem igualadas.

Aplicando a fibra de vidro saturada com resina epóxi

O processo construtivo do MC31 é o resultado da evolução de uma longa pesquisa por nós empreendida e testada com imenso sucesso em outros de nossos projetos, e agora tornado mais simples e fácil de executar.

Um roteiro de construção foi escrito para permitir que todas as operações construtivas fiquem claras para o construtor amador, garantindo assim a alta qualidade do produto final.

O casco ao ser virado de cabeça para cima já tem toda a parte transversal da mobília e da superestrura definidas

Aqui, no entanto, vai um conselho ao construtor inexperiente: É importante seguir as recomendações contidas no projeto e no roteiro.  Para nós um barco deve ser feito sem atalhos, sempre utilizando os melhores materiais disponíveis e empregando-se o máximo cuidado possível na construção para que a qualidade final esteja garantida e que o barco tenha a grande durabilidade e a total confiabilidade que a experiência já comprovou ser justo se esperar de um bem construído Multichine 31.

Nunca é demais enfatizar que o segredo da qualidade do Multichine 31 é a grossa camada de fibra de vidro que encapsula todo o barco e a saturação interna do compensado com duas demãos de resina epóxi.

Usando-se um compensado naval de boa qualidade bem saturado internamente e fazendo-se um revestimento correto de fibra de vidro empregando-se resina epoxy e posteriormente aplicando-se uma pintura de alta resistência, pode-se ter certeza de uma longa vida para o barco assim construído.

Lista de Materiais

 
Lista de materiais
Dimensões
m3
CASCO
1.1 Casco -compensado naval 10mm 18 folhas **
1.2 Chines - sarrafos 40mm x 25mm 0,025 x 0,04 x(9+9.3+9.5+9.5) x 2 0.0746
1.3 Quilha laminada - 4 x compensado naval 10mm 8 folhas **
1.4 Roda de Proa - madeira maciça 1.90 x 0.09 x 0.16 0.0274
1.5 Capa da Roda de Proa - madeira maciça 1.90 x 0.03 x 0.08 0.0046
1.6 Hastilhas - 50mm x 110mm 0.05 x 0.11 x (1.21+0.73) 0.0107
1.7 Trincanizes 0.025 x 0.04 x (2 x 9) 0.0182
1.8 Skeg do eixo do motor 2 x 0.02 x 0.2 x 0.5 - bruto 0.0004
1.9.1 Jazente do motor: Madeiras Longitudinais (4) x 0.04 x 0.02 x 0.7 0.0022
1.9.2 Laterais - Compensado naval 10mm 1 folha 0.0540
1.9.3 Madeira de topo (2) x 0.06 x 0.02 x 0.75 0.0018
1.10 Maciço de madeira no pé do mastro 0.025 x 0.2 x 0.3 0.0015
1.11 Reforço da Proa 0.050 x 0.140 x 0.490 0.0034
CONVÉS
2.1 Convés e teto da cabine - compensado naval 10mm 9 folhas **
2.2 Laterais da cabine - 3 x compensado naval 10mm 2 folhas **
2.3 Piso da Plataforma de popa - compensado naval 15mm 1/2 folha de 2.20x1.60 **
2.4 Sicordas 2 x 0.025 x 0.05 x 5.5 0.0138
2.5 Mediania 0.025 x 0.10 x 4.4 0.0110
2.6 Vaus do convés e da cabine - serrados ou laminados 0.025 x 0.05 x 34.6 0.0437
2.7 Vaus do cockpit - serrados 0.025 x 0.05 x 15.0 0.0188
2.8 Interseção do teto com as laterais da cabine 2 x 0.025 x 0.05 x 4.9 0.0123
2.9 **** *** **
2.10.1 Madeiras do cockpit 25mm x 25mm 2 x 0.025 x 0.025 x 1.7 0.0021
2.10.2 50mm x 25mm 1 x 0.025 x 0.05 x 8.4 0.0105
2.11.1 Braçolas Estrutura Transversal - compensado naval 10mm 1/4 folha de 2.20x160 **
2.11.2 Estrutura Longitudinal 4 x 0.025 x 0.025 x 1.46 0.0037
2.11.3 Estrutura Inferior 2 x 1.9 x 0.35 x 0.2 0.0266
2.11.4 Revestimento - Compensado naval 10mm 1 folha de 2.20x1.60 **
2.12 Reforços sob o convés - tamanhos variados Espessura = 0.025 0.0387
COMPONENTES TRANSVERSAIS
3.1 Cavernas nas anteparas 0.025 x0.05 x 43.0 0.0538
3.2.1 Pés de cavernas Normais 0.025 x altura x 14 0.0245
3.2.2 Duplos 0.05 x 0.110 x 8.5 0.0468
3.3 Anteparas e mobília - compensado naval 10mm 15 folhas de 2.20x1.60 **
3.4 Espelho de popa - compensado naval 10mm 1 folha de 2.20x1.60 **
3.5 MADEIRAS TRANSVERSAIS NAS ANTEPARAS E MOBÍLIA
3.5.1 Reforços 25mm x 25mm 0.025 x 0.025 x 35.0 0.0219
3.5.2 Reforços 50mm x 25mm 0.025 x 0.05 x 4 0.0050
3.5.3 Guarnições 70mm x 20mm 0.02 x 0.07 x 5.1 0.0071
3.5.4 **** *** **
3.6 Reforços nos fusis 4 x 0.025 x 0.110 x 0.95 0.0105
3.7 Coluna de suporte do mastro 2 x 0.025 x (0.10+0.11+0.05) x 1.83 0.0238
3.8 Rodapé 0.02 x 0.04 x 4 0.0032
3.9 Base para o rodapé 0.04 x 0.10 x 3.8 0.0152
COMPONENTES LONGITUDINAIS
4.1.1 Compensado de revestimento - comp. naval 10mm 12 folhas de 2.20x1.60 **
4.1.2 **** *** **
4.2 Paineiros *** **
4.2.1 Paineros dos pisos - comp. naval 10mm 3 folhas de 2.20x1.60 **
4.2.2 Paineiros dos beliches - comp. naval 10mm 4 folhas de 2.20x1.60 **
4.3
MADEIRA LONGITUDINAL DA MOBÍLIA
4.3.1 Reforços 25mm x 25mm 0.025 x 0.025 x 35 0.0219
4.3.2 Reforços 25mm x 50mm 0.025 x 0.05 x 5.0 0.0063
4.3.3 Guarnições 150mm x 20mm 0.02 x 0.15 x 8.1 0.0243
4.3.4 Guarnições 70mm x 20mm 0.02 x 0.07 x 8.8 0.0123
4.3.5 **** *** **
4.3.6 **** *** **
4.4 Rodapé 0.02 x 0.04 x 5.0 0.0040
4.5 Base para o rodapé 0.04 x 0.04 x 5.0 0.0080
LAMINAÇÃO
 
Peso g/m²
Area m²
Peso de fibra
espessura
5.1 Casco Manta 450g/m² ** ** ** **
Tecido

800 g/m²
** ** ** **
Manta 450g/m² 2950 g/m3 2m² 100kg 5mm
Tecido

800 g/m²
** ** ** **
Manta 450g/m² ** ** ** **
5.2 Convés/ Espelho de popa 1350 g/m² 30m² 40kg 2.5mm