Quilhas Quilhas Formulario de Pedido Fotos Quilhas Construção do Casco Convés Mastro e asteiamento Plano Vélico Lista de Planos Principais Dimensões Layout Descrição

Multichine 41

MC 41 Triunfo e Samoa 35 Táta vencem a Refeno em suas classes

O veleiro Triunfo, um Multichine 41 comandado por João Jorge Peralta e o veleiro Táta/Dag Construtora, o Samoa 35 do médico baiano José Luis Couto, venceram a Refeno 2010 respectivamente em suas classes, a "veleiros de aço classe A" e a "RGS classe D"

João Jorge Peralta trabalhando na mesa de navegação do seu MC41 Triunfo

O Triunfo II participou pela terceira vez da Regata Recife-Noronha, onde, segundo seu comandante, o grande prêmio não é o troféu por chegar em primeiro lugar. O verdadeiro prêmio é muito mais valioso e tem características múltiplas: a participação no maior, mais significativo e mais prestigiado evento náutico da América do Sul; as 300 milhas náuticas percorridas em nosso mar brasileiro, grande parte na companhia dos alegres golfinhos que brincam ao redor do veleiro; é a emoção de ver Fernando de Noronha surgir de repente e crescer em nossa proa; é a chegada à Esmeralda do Atlântico e a fruição de suas praias, sua natureza e sua história.

Mas embora seja essa a primeira vitória do barco na competição, e como afirmou acima, nem se importe tanto com ela, ninguém merece tanto quanto Peralta conquistar esse prêmio, tamanha a garra com que construiu seu barco, em seguida saindo oceano a fora com seu pequeno navio de guerra. Após navegar alguns milhares de milhas até que finalmente, na terceira tentativa, obter esse prêmio, seu sucesso é conseqüência de sua determinação.

Parabéns ao amigo Peralta, à sua esposa Zilda e toda a tripulação do Triunfo..

***

Outro vencedor em sua classe, o Samoa 35 Táta/Dag Construtora, já é um veleiro acostumado a vitórias. Sendo um dos projetos pioneiros do escritório Roberto Barros Yacht Design (B & G Yacht Design na Austrália), esse Samoa 35 foi construído artesanalmente por Jorge Jourdan em strip-planking de freijó, em uma localidade chamada Gameleira, na ilha de Itaparica, Bahia.

Táta/Dag Construtora navegando na Baía de Todos os Santos

Jose Luis sempre foi muito competitivo, tendo orientado a construção para não deixar o barco ficar pesado, além de nos ter encomendado uma quilha especial para regatas

O  Táta fez uma brilhante carreira nas raias ganhando em várias ocasiões a principal regata do Recôncavo, a Aratu – Maragogipe e tendo se tornado campeão baiana em sua classe. José Luis nos escreveu o e-mail abaixo:

Após 2 anos sem participar de regatas (cruzeiros incríveis na costa da Bahia) o "comichão" da regata reapareceu com força!!

Como o Táta sempre foi muito marinheiro e veloz, retornamos à raia com um novo patrocinado, e o nome do barco agora é Táta/DAG Construtora. Adquirimos um novo enxoval de velas que estreamos na ultima regata de Maragogipe, que nesse ano teve duzentos barcos na raia e mais de vinte na nossa classe. Entre os concorrentes, vários veleiros de desenho bem mais recente que o nosso e velejadores experientes, inclusive profissionais, como é o caso de Marcelo Gusmão Reitz com o veleiro MOLEQUE ( Fast 360) e varios Delta 32 e Delta 36  da Bahia e de vários outros estados do Brasil.

Resultado : ganhamos na RGS A e na RGS geral e festejamos muito. Quero compartilhar essa alegria com vocês que desenharam e assessoraram o projeto do Táta.

No final de semana seguinte (o de 7 de setembro) levamos o barco para Recife velejando e o Táta comportou-se maravilhosamente bem, mas isso eu conto em outro email.

Torçam por nós na Refeno (largada em 25/09 próximo sábado.)
Grande abraço.

José Luis Couto

Sabendo como o Táta navega ligeiro, já esperávamos um bom desempenho de sua parte na regata, mas a vitória foi a maior glória. Parabéns ao José Luis e seus tripulantes.

Quanto à classe Multichine 41, essa promete novidades para breve, o lançamento do primeiro barco do projeto a ser construído em alumínio. Trata-se do Bepaluhe, construído pelo estaleiro gaúcho Ilha Sul. Esse barco está ficando uma beleza e sua construção pode ser acompanhada no blog que nosso cliente criou para mostrar os progressos da obra (veja em nossos links: Multichine 41 Bepaluhe)


Teste do Multichine 41 na Revista Náutica.

A Revista Náutica de Abril, 2008, publicou o teste do Multichine 41 Kalugahê.
Veja a excelente reportagem mostrada abaixo.

reportagem reportagem
reportagem reportagem
Clique nas imagens para melhor visualizar.

Multichine 41 CALUGAHÊ

Este é o mais novo Multichine 41 produzido pelo estaleiro Metallic Boats.  O barco segue com o mesmo alto padrão de qualidade dos outros lançamentos recentes deste estaleiro, como os Multichines 45 Bravo e Brava.  Externamente o cockpit revestido de teka dá um ar de elegância internacional e ao mesmo tempo aumenta o conforto para os tripulantes.

O acabamento interno é de primeira qualidade e faz com que seu interior além de muito espaçoso fique muito aconchegante e funcional. Agora o estaleiro Metallic Boats se prepara para encarar alguns novos desafios, entre eles está a construção de um Polar 65 e um Multichine 36SK em alumínio.

     
Clique nas imagens para melhor visualizar.

LANÇAMENTO DO MC 41 AXÉ DE PAULO GARMATER

A Metallic Boats acaba de colocar mais um barco na água. Desta vez é o Multichine 41 Axé do Paranaense Paulo Garmater. Como é tradição na Metallic Boats, o barco já esta de partida para Paranaguá, onde ficará estacionado, embora seu lançamento tenha acontecido há apenas alguns dias. José Antonio Moeller, o diretor da Metallic Boats, é presença garantida a bordo do novíssimo veleiro.
Abaixo algumas fotos do Axé na água e detalhes do seu interior.arti